voltar para a página-site Memória

 

(Renoir, 1883, Dança na Cidade)

 

Clube de Campo do Castelo, 1967,

Baile das Debutantes

 

Viajando no Tempo,

por Isabel Fomm de Vasconcellos

 

 

Ouvindo uma seleção de clássicos, Grieg, emocionante na manhã de Peer Gynt, de repente, o super clássico popular de Tchaikowsky, e então Strauss e seu Danúbio Azul, numa ousada versão da Sinfônica da Radio de Hamburgo, me transportaram, numa nuvem, para os braços do meu pai:

 

Ele e eu, valsando maravilhosamente bem, no meu Baile de Debutantes, no Castelo, em 1967.

 

Que coisa espetacular! Que saudade deliciosa!

 

Meu pai era um super dançarino, fazia patinação artística e esquiava... Tinha 59 anos em 1967 e eu, 16... E o nosso Castelo...aquele que se foi nas Brumas do Tempo. Ele ainda está lá, lindo, com sua grama e suas árvores, muitas delas majestosas, mas não é mais o mesmo, não, claro, depois de tantas décadas.

 

A música tem inúmeros poderes! Inclusive esse, a de nos transportar pelo Tempo! Que alegria, Deus meu!